Chega! Não podemos mais nos calar! O estrago já está ficando grande demais! Até quando vamos ficar nos lamentando pela forma que as coisas andam sendo que não fazemos nada para mudar? A Igreja existe para barrar o avanço do inferno na terra, mas o que eu vejo são pessoas coniventes e indiferentes com a ação devastadora do inimigo entre nós.
Chega! Parem de viver como se o pecado da omissão não existisse! Quem não faz nada diante do mal não é a favor do bem, mas o contrário! Se não impedimos que o mundo vire um inferno estamos tendo parte na formação desse reino de maldade. Deus nos chamou a sermos soldados, estarmos em ordem de batalha, a orar, vigiar e exortar, e não a sentar na nossa sala e rezarmos enquanto o mundo se despedaça à nossa frente!!!
O aborto foi aprovado até na Irlanda, um país majoritariamente católico! Será que é tão difícil de enxergar que a humanidade está sofrendo grandes ataques nesses últimos tempos e que não estamos fazendo nada? Se tivéssemos noção de quanta engenharia e manipulação social tem ocorrido para que esse tipo de coisa seja aprovada nos diversos congressos espalhados no mundo estaríamos indo às ruas defendendo nossos valores e defendendo aqueles que sequer tiveram a chance de nascer!
Não é cabível que em pleno século 21 tantas pessoas concordem com a ideia medieval de assassinar um ser humano dentro do útero da própria mãe! Não é possível que tentem nos enganar dizendo que é questão de escolha, questão de saúde pública ou qualquer coisa, porque não é! São apenas desculpas para mascarar as intenções assassinas de pessoas que querem fazer o que bem entenderem sem arcar com consequências, homens e mulheres! Chega de hedonismo, chega de relativismo, chega de prazer pelo prazer, chega de punir inocentes pelos crimes dos outros. Vocês são assassinos e não há discurso ou ideologia que justifique a decisão de interromper uma vida humana seja ela intra ou extra-uterina!
E o mais repugnante é a falta de coerência destes monstros que organizam discursos cheios de falácias e contradições no desespero de tentar encontrar uma justificativa que torne o aborto um ato menos hediondo.
Não é um amontoado de células! É um novo corpo com DNA diferente da mãe que, inclusive, seria expelido caso não houvesse o líquido amniótico que desse sinais para o organismo da mulher de que aquilo deve ficar ali. É tão contraintuitivo em termos de adaptações evolutivas que nos fizeram o que somos e em termos de preservação de espécie que chega a ser autodestrutivo.
Não importa o grau de formação! Com 1, 2 ou 12 semanas, se tem sistema nervoso, olhos, coração ou não, simplesmente não importa! Se por acaso vocês matariam um adulto que está em coma sem funções cerebrais sabendo que dali há algumas semanas ele voltaria um ser humano normal? Além do mais, pra que guardar memória de entes queridos mortos sendo que seus cérebros e funções corporais já não existem nem funcionam? O valor e a dignidade da vida não pode ser dado por valores biológicos, ou então nossos mortos são uma memória idiota que insistimos em guardar porque somos estúpidos. O valor da vida é intrínseco e irrevogável!
É uma vida desde o início! A própria NASA, na procura de formas de vida no espaço, considera muito menos do que o próprio zigoto como vida. Qualquer sistema que possa se replicar, seja passível de sofrer evolução darwiniana e possua material genético é considerado vida. Uma bactéria seria considerada vida, e vocês estão dizendo que o valor de um zigoto, que se tornará um ser humano completo, é menor do que o de uma bactéria????
Não importa a circunstância! Muitas militantes são contra a pena de morte, até que se chega no caso do aborto. Mesmo que o estupro seja uma realidade deplorável do ser humano, não é sequer racional penalizar uma pessoa que nem nasceu pelos crimes de um homem desordenado! A canalhice de alguém não faz com que o feto seja um canalha, mas sim quem procura justificativas para acabar com uma vida sem nem permitir que ela tenha a chance de se concretizar. "Ah, mas ele não vai ser amado, vai nascer pobre e vai virar criminoso, bla bla bla". Primeiro: você não tem nenhuma bola de cristal. Segundo: se você me diz que apoia o aborto para mulheres pobres ou para casos em que o bebê nasceria com alguma doença ou deformidade, você é um eugenista, um higienista que age de uma forma totalitária a fim de eliminar este estigma para você.
Nunca será seguro! Não me venha com a desculpa esfarrapada de que abortos ilegais não são seguros e que devemos legalizá-los porque sempre vão ocorrer. Se fosse assim por que não votamos por homicídios, estupros ou roubos assistidos? Eles sempre vão continuar acontecendo e não serão seguros, não é mesmo? Então porque não legalizá-los? Por que não usar esses investimentos milionários em clínicas para abortos "legais" para fomentar pesquisas médicas que aumentem a expectativa de vida das mulheres em gravidez de vida e dos fetos que estão para nascer? Por que não militar para que o processo de adoção seja mais eficiente e facilitado? Ou até mesmo em casas que cuidem de mulheres grávidas ou de crianças cujas mães não as desejem após o nascimento? Não venha me dizer que é "tortura" uma mulher carregar um feto por 9 meses. Se ao menos houvesse algum tipo de amparo para estas mulheres, mas não, vamos convencê-las a dilacerar seus filhos dentro de suas barrigas. Isso é tortura!!! Mente quem diz que não existe um trauma psicológico e emocional profundo para a mulher após qualquer processo abortivo.
Não é questão de escolha ou de saúde pública! Epidemias são questão de saúde pública, qual carro comprar é uma questão de escolha, colocar duas vidas - sim, duas - em risco, não é! Vocês não entendem nada de filosofia ou de lógica e tentam justificar suas intenções horrendas. Vocês acham que tomar uma decisão baseada numa ignorância, numa incerteza algo estúpido? Pois é isto que vocês estão fazendo. Estão fazendo um jogo de apostas a cerca da vida daquela pessoa dentro do útero e decidindo matá-la se baseando nas suas incertezas. Ainda que não soubéssemos se é uma vida ou não, isso por si só seria a maior justificativa para não abortar!
Por fim, parem de demonizar a maternidade! Malditos sejam aqueles que dizem que ter filhos é um problema! Nossa sociedade e nossa espécie foi perpetuada por causa das nossas famílias, por causa das doações de várias bravas mulheres que dedicaram suas vidas a educar novos cidadãos e incentivá-los a fazer do mundo um lugar mais justo. Vocês estão apenas dilacerando este direito e esta beleza para poderem fazer sexo sem ter que lidar com as consequências. Gente, está determinado! É assim que o organismo funciona! O encontro entre gametas gera um novo indivíduo! Não há como mudar isso, é a maneira como a natureza funciona. Vocês sabem muito bem o estrago que o ser humano faz quando tenta alterar a natureza, então parem com esta hipocrisia e enxerguem que não há justificativa boa o suficiente para que o assassinato de inocentes seja algo bom! O nazismo já foi legal, o racismo já foi legal e até o genocídio já foi legal. Ser legal ou ilegal não é diretriz para dizer se algo é bom ou se deve ser feito. Saiam desta ilusão doentia antes que a vida intrauterina se torne a nova vítima de um holocausto!
Agora, para nós cristãos, se formos coniventes com este mal apenas teremos conta maior para prestar com Deus. Se vocês ainda se importam com o mundo que vão deixar para os seus filhos e com a salvação deles, não se calem! A morte nunca pode ser a solução!

2 Comentários