Existem milhares de pessoas maravilhosamente talentosas mundo afora, não somente dentro da nossa amada Igreja, que também são filhos de Deus, ainda que não sejam nossos irmãos na fé, e perdemos recentemente um dos grandes talentos que ofereceu uma parte considerável da sua beleza através da sua música. Mesmo que suas músicas não fizessem referência direta a Deus, as letras das canções que Chester Bennington escreveu me ajudaram diversas vezes a me aproximar do Pai, ou foram o meio que Ele encontrou de me direcionar palavras de conforto quando a vida apertava. Dito isso, aqui vai uma listinha das músicas que mais me ajudaram nestes momentos:

1. Robot Boy (A Thousand Suns)
Essa música pode não ter uma melodia tão emocional, mas já chega com vários "tapas na cara" que levam o ouvinte a refletir sobre os motivos que o levam a não querer lutar, motivos esses que, muitas vezes, nós mesmos criamos. Ainda assim, esta música nos traz uma mensagem motivadora, que me incentivou a seguir em frente quando as coisas começavam a parecer difíceis. Como Madre Teresa dizia: "Não diminua meu peso, mas dê-me ombros mais fortes!".
Você diz que não vai lutar porque ninguém vai lutar por você;
E você pensa que não há amor o suficiente e ninguém para dá-lo;
E você tem certeza de que está machucado por tanto tempo que não tem mais nada a perder;
Você diz que o peso do mundo tem te impedido de continuar;
E você acha que compaixão é uma falha e nunca a demonstrará;
Mas aguente firme! O peso do mundo te dará a força para continuar!
2. Waiting for the End (A Thousand Suns)
Não é exatamente a sua música motivacional de todo dia. Waiting for the End tem uma vibe um pouco mais delicada de quem ao mesmo tempo carrega o peso do término de alguma fase ou momento e uma intensa vontade de se agarrar ao novo da vida e começar tudo de novo. Muitas vezes Deus me pedia coisas dolorosas, ou coisas dolorosas simplesmente aconteciam, e aqui eu soube reconhecer que nossa vida é um constante recomeço, que cada ponto final nos leva para um novo parágrafo. De certa forma, através dos vocais limpos do Chester, Deus me traz uma segurança de que alguém entende a dor da partida, mas anseia por mostrar o novo.
O que ficou quando o fogo se foi?
Achei que estava certo, mas o certo estava errado;
Com tudo pego no olho da tempestade;
Estou tentando descobrir como é seguir em frente;
E eu nem sei que tipo de coisas eu disse;
Minha boca se mexia e minha mente morreu;
Pegando os pedaços sem ter por onde começar;
A parte mais difícil do fim é começar de novo.
3. Powerless (Living Things)
Dez mil promessas, dez mil maneiras de perder. Essa música me lembra de muitas coisas, mas, principalmente, de quanto eu sou falho e pecador. Muitas vezes as palavras entoaram a voz de Deus que me falava. Quantas vezes fui teimoso e não deixei que Ele fizesse Sua vontade? Tentei colocar as coisas sob meu controle e tudo se descontrolou, e Ele apenas assistia pois eu não permitia qualquer interferência. Infelizmente, temos que cair muitas vezes até descobrirmos que não é dessa maneira que devemos caminhar.
E você segurou tudo, mas foi descuidado ao deixar cair;
Você segurou tudo, e eu estava ao seu lado, impotente.

4. Iridescent (A Thousand Suns)
Essa é, sem dúvida, uma das músicas que mais me afeta/afetou ao longo dos anos. Perdi a conta de quantos textos escrevi enquanto a ouvia, de quantas vezes meu travesseiro acolheu minhas lágrimas com essa melodia de fundo. Talvez isso tenha acontecido porque essa música, em especial, é muito identificável. Os versos dela falam sobre a sensação de vazio, desolação e solidão que muitos de nós experimentamos ao longo da vida, e não conseguimos fugir de nos sentirmos contemplados por algum verso. Porém, ali do meio de todos os destroços, nos vem uma luz no refrão:
Você se sente com frio e perdido em desespero?
Você constrói esperanças, mas a falha é tudo que conhece? Se lembre de toda a tristeza e frustração
E as deixe ir...

5. One More Light (One More Light)
Esta, junto com a anterior, forma a dupla de músicas do Linkin Park que, de longe, me tocam no profundo do ser. Todos nós ficamos sabendo de pessoas que têm depressão ou que passaram por isso, mas a experiência de enfrentar isso face a face é indescritível. Tem dias que, ao seu final, eu simplesmente deito amortecido e fico olhando para o teto, algumas vezes ouvindo essa música, e vejo simplesmente tudo que já fiz ou pensei em fazer passar pela minha mente. São nessas horas que Deus não faz nada além de sentar ao meu lado na cama e acariciar meu rosto. São momentos em que estou tão derrubado que minha única abertura espiritual possível é ter a consciência de que Ele está ali me dizendo: "Posso te ajudar a fazer parar de doer?".
Quem se importa se mais uma luz se apaga
Em um céu de milhões de estrelas?
Quem se importa se o tempo de alguém se esgota
Se um momento é tudo que somos?
Quem se importa se mais uma luz se apagar?
Bom, eu me importo

6. The Messenger (A Thousand Suns)
Não preciso dizer muito sobre essa música, só sentir. A raíz da palavra Anjo significa Mensageiro, e é basicamente isso que essa música é: um anjo que, num momento ímpar de inspiração, elevou sua voz e trouxe esta mensagem que consegue arrepiar e me abalar até a base da minha estrutura. Se eu fosse pedir para que você ouvisse pelo menos uma, só uma música desta lista, imploraria para que fosse esta. Fica a dica =)
Quando você sentir que está sozinho
Cortado deste mundo cruel
Seus instintos te dizendo para fugir
Escute seu coração
As vozes dos anjos
Eles irão cantar para você, eles vão te guiar de volta para casa
uando a vida nos deixa cegos
O amor nos mantém bons
Quando você sofreu tudo
E seu espírito se quebrou
Você está ficando desesperado por causa da luta
Se lembre de que você é amado e sempre será
Esta melodia sempre trará você de volta para casa
Quando a vida nos deixa cegos
O amor nos mantém bons

Um Comentário

  1. Que lindo, sempre gostei dessa banda. Muito boa sua colocação. Que Deus te abençoe...futura escritora hahaha

    ResponderExcluir