Leia ouvindo essa canção aqui.
Olá, tudo bem? Certamente você me acompanha nas redes sociais ou até mesmo no convívio escolar/faculdade, ou talvez até mesmo nos esbarramos nas ruas de nossa cidade. Obviamente você já deve ter me visto com um terço na mão. Já deve ter me visto apressada carregando uma Bíblia em um daqueles dias em que me atrasei para a reunião do grupo de jovens. Deve já estar acostumado com minhas publicações sobre o como ser de Deus é bom. Já deve ter decorado minhas camisetas que expressam minha fé. Você também já deve ter perdido seu tempo em algumas conversas com seus amigos sobre mim e a "minha turma"... Já talvez até ousou em tirar um print de minhas publicações pra rir ou simplesmente mostrar o "quão me acho" sendo de Deus.
Lembro de você naquela outra época, não poderia me esquecer, onde eu realmente parecia ser mais legal, onde estar com a "turma" era o que me "fazia bem". Nos sentíamos diferentes sendo exatamente iguais aos padrões do mundo. Sei também que foi chocante pra você, que de certa forma, pareceu que de um dia para outro eu "virei santo". Você já não enxerga mais meu sorriso nos lugares que você frequenta, mas sabe onde hoje é fácil e óbvio me encontrar. Eu ainda me recordo das mensagens que recebi de cada um me chamando de louca, de fanática e tantas nomeações que prefiro não constar aqui. Ei, eu te entendo....
Eu sei que nem você nem os outros aceitaram essa "troca". Sei que quando se reúnem e eu passo com uma mochila cheia de coisas que preciso para a reunião semanal da comunidade, vocês riem.. Vocês tentam através de apelidos me humilharem. Mas sim, minhas publicações no Facebook mudaram, meu Instagram está repleto de postagens devocionais. Meus amigos respiram e falam sobre o que juntos acreditamos, eu prefiro ficar em casa do que ir em uma festa. Prefiro ler a Bíblia, rezar o rosário, escrever no meu devocional. Eu já não sei mais não desejar sempre mais e mais do meu Senhor, não sei mais não vê-lo em tudo aquilo que faço ou que deixo de fazer. Sim... eu busco diariamente amar a Deus no meu irmão, respeitando e me colocando em seu lugar. Diariamente eu luto contra mim mesma... suas risadas, suas provocações, não se comparam às provações diárias que enfrento contra mim mesma.
Mas, meu amigo, ainda posso te chamar assim, não se iluda, não perca seu tempo me rotulando com nomes e apelidos que não são meus. Não precisa de muito; apenas veja o que é obvio. Uma pecadora com um terço na mão. Uma pecadora atrasada para um reunião levando consigo um livro sagrado. Uma pecadora que optou por não permanecer onde estava e que hoje busca diariamente a Misercórdia divina. É difícil para você me enxergar como realmente sou pois você jamais conseguiu aceitar que entre você e eu a única diferença é que eu anseio, desejo, e luto para ser toda de Deus. Seu problema sempre foi achar que sou melhor que você, ou que penso que sou. Devo pedir desculpas se em algum momento da caminhada eu me deslumbrei e me achei angelical, desculpe, mas sou eu aqui. Sou humana, pecadora, que cai sempre mas que se levanta pela força do único que preenche o meu vazio. Esse mesmo vazio que você sente aí e que acha que a vida que leva vai te preencher. Calma, não estou te julgando! Só quero que saiba que depois que vim como vocês dizem para o "outro lado", eu passei a te entender mais, e passei também a te amar mais, com um amor de Misericórdia. Deus não me amou mais porque eu decidi por esse caminho, Ele sempre amou até mesmo quando estava com vocês e esse amor que me atraiu foi maior do que tudo que eu já havia sentido. Eu não me esqueci de como você e outros se preocupavam comigo, que tantas vezes cuidaram de mim em dias de ressaca, o quanto ríamos ao virar a noite sendo a melhor turma de amigos da cidade. Eu quero tanto que você saiba o quanto doeu deixá-los, não como arrependimento mas por não conseguir com minhas pequenas forças humanas trazer vocês para viverem comigo esse Amor. Eu sei que acham engraçado quando vêem que tudo que faço é rezar, mas eu rezo todos os dias para que Deus proteja vocês, uma proteção bem maior do que a que tínhamos uns pelos outros naquela época. Eu não deixei de amá-los, eu simplesmente não consegui ser indiferente ao chamado ao encontro pessoal que tive com Deus. Eu só peço que em nome de tudo aquilo que um dia fomos não me rotule como algo que não sou. Não tenham medo ao te perguntarem quem sou eu, diga em alto e bom tom: é só mais uma pecadora, pois essa sou eu! e fico feliz de finalmente te apresentar quem eu realmente sou. Aqui tem lugar pra você, não são só as minhas misérias e o meu passado que merecem serem depositados aos pés da cruz; os seus também são. Aqui você é bem vindo exatamente pelo que viveu e chamado a buscar diariamente uma vida nova pela Misericórdia daquele que jamais, em momento nenhum da sua vida, deixou de te amar com um amor incondicional, e é exatamente que isso jamais te fará melhor do que outras pessoas.
Se dissermos: "Não temos pecado". enganamo-nos e a verdade não está em nós (1Jo, 8)

2 Comentários

  1. Ameeei!! Gostaria de compartilhar uma situação que se assemelha àquela abordada no texto.Depois de alguns acontecimentos na minha vida, comecei a refletir sobre o tipo de católica que eu dizia ser.Foi então que resolvi mudar,renunciar aquilo que não condizia com a minha fé, lancei-me no Infinito Amor de Deus, deixei-me ser amada por Ele.Desde então, sofro com comentários acerca das minhas escolhas, principalmente, quando vem das pessoas que mais amo.E isso me machuca muito,mas sei que é necessário, pois é quando lembro daquela música: "Se bons combates eu não combater, minha coroa não conquistarei ..." . Por isso sempre recorro a Deus para dar-me forças nessa luta e à Virgem Santíssima para interceder por mim.
    Gostaria de parabenizar e agradecer aos administradores desse liiindo blog, pois sempre leio textos que me auxiliam muito.
    Fiquem com Deus e Salve Maria Imaculada !!

    ResponderExcluir
  2. Que reflexão! Cada palavra tocou meu coração de uma maneira que não sei explicar, Nathália. Teu blog é incrível. ♥
    Blog M E R A K I

    ResponderExcluir