Algumas coisas na vida eu aprendi com facilidade. Com quatro anos eu já lia, com dez escrevia as melhores redações da classe e com quinze escrevi o meu primeiro livro inteiro. Mas, por outro lado, algumas coisas eu demorei tanto tempo para entender que perdi um pedaço de mim mesma no processo. E em todas as vezes que ele se repetiu.

Às vezes você vai construir castelos tão bonitos que vai passar noites e dias e invernos e primaveras admirando a beleza da construção. Mas, em muitas das vezes, vai chegar uma hora que esses castelos terão que ser demolidos por não serem seguros o suficiente para habitar. Foram construídos sobre a areia, em vez de sobre a rocha. Eu sei o quanto dói ter que pôr um ponto final em uma história e aceitar começar a construção do zero. Mas, acredita em mim, é o melhor a se fazer. Não faz bem a gente prolongar uma obra que já percebemos que vai cair. Mais material, tempo e esperança serão gastos, com um único propósito de retardar algo que está para acontecer.
Se eu pudesse te dar um conselho, seria: confie em Deus. Ele sabe a hora, o lugar, o terreno e a companhia exata para construir todos os seus sonhos e tudo o que Ele quer para você. Mas se continuar tropeçando sempre no mesmo tapete e se negando a tirá-lo da sala, Ele nunca poderá fazer o que precisa ser feito. Se continuar apegado a uma história, você nunca será verdadeiramente livre dela. Terá ali sempre um resquício de tristeza, de raiva, de angústia e todos sentimentos ruins possíveis e eu tenho certeza que não é isso que você quer.
Repita comigo: eu não pertenço mais a essa história. Eu sei o quanto o coração dói quando a gente precisa assumir isso, mas entenda que nem de tudo nós teremos a resposta tão breve. Às vezes é preciso que renunciemos e aceitemos o que Deus diz que é melhor para nós para que, no futuro, o agradeçamos por ter nos conduzido pelo caminho certo. Infelizmente, você nunca vai conseguir seguir esse caminho se continuar olhando para trás. Alegra-te! Deus quer fazer o novo na sua vida.
Permita-se se libertar daquilo que te prende. Algumas coisas são para sempre, outras não. E tudo bem porque a gente sempre sai vivo dessa guerra. Talvez não inteiros, mas vivos. E os pedaços que foram mutilados, Deus preenche com seu amor. Ele é o centro de toda cura e de toda reabilitação.
Vai ficar tudo bem, acredita em mim. Acredita em Deus.

3 Comentários