Você certamente já deve ter ouvido frases como ''Ah, é secular. Não ouço/leio/vejo''. Infelizmente se tornou comum em nosso meio cristão querermos criar bolhas anti mundo, de nos isolarmos totalmente de tudo e todos. Não que devamos consumir desenfreadamente todo material que o mundo oferece, mas é preciso de algo que quem é verdadeiramente íntimo de Jesus tem: discernimento.
Existem músicas boas de serem ouvidas, e ouso dizer que até nos levam a ver o próprio Deus nelas. Escuto Coldplay faz um bom tempo e The Scientist é uma das minhas músicas preferidas da banda, e a ouvindo novamente esses dias consegui ver nela um dos muitos diálogos que já tive com Jesus (e provavelmente você também, caro leitor). Olha só:
''Vim para Te encontrar, dizer que sinto muito
Você não sabe como é amável
Tinha que Te ver, lhe dizer que preciso de Você
Dizer que Te escolhi...
...Ninguém disse que seria fácil
É uma pena nos separarmos
Ninguém disse que seria fácil
Mas também não disseram que seria tão difícil
Oh, me leve de volta ao começo''
Agora eu pergunto: Coldplay é católica? Talvez os membros sejam, mas cai entre nós que dificilmente seria escolhida uma música deles para ministrar oração rs. É claro que nem sempre encontraremos algo que não venha nos ferir, mas aí entra o discernimento, a sabedoria em compreender o que edifica ou não. Músicas que, por exemplo, denigrem a imagem do ser humano estão evidente em algo que não nos fazem bem. 
Depois de muitos equívocos costumo hoje pensar que a vida cristã não é baseada no extremismo que nos divide, mas no discernimento que nos faz um em Cristo. Se eu sou íntimo de alguém, o conheço profundamente, saberei dizer se aquilo que faço o agrada, o fere, ou não.
Frases como ''é secular'', ''não é de Deus'', usadas para se referir a TUDO que não vem de uma raiz católica, em muitos casos são reflexos de gente que ainda não conhece o coração de Deus. Deus liberta, nos dá a capacidade de pensar e entender o que é o melhor. Quem é prisioneiro de Jesus é livre das armadilhas do mundo sem precisar se esquivar de tudo e todos.
E o que tem a ver Footloose no título desse texto? Bem, em Footloose uma cidade inteira é proibida da música, filmes, e alguns livros, após a morte de um jovem em um acidente de carro, vindo de uma festa. Vejo então a cena nos dias de hoje e os comentários subsequentes; ''Morreu porque tava vindo de festa. Se estivesse vindo da Igreja isso não teria acontecido''.
Duas coisas para isso: CARA, ACORDA!
Tragédia alguma é culpa de Deus. Deus não é um tirano que sai matando loucamente. Deus é vida! Caímos no erro de colocar o Próprio Deus e Suas coisas em potes de vidro e assim colocar uma etiqueta para cada pote: ''Deus é isso'' ''Isso e somente isso é coisa de Deus'' ''Isso não é coisa de Deus e de gente de Deus'' ''Isso é pecado, por isso foi punido''. Punição foi o que Jesus sofreu por nós naquela cruz, sem merecer, e nem por isso ficou: ''Pai, olha só. Castiga esse povo que tá matando Teu Filho. Tira tudo deles''. NÃO!
Jesus fez o oposto, penso que Jesus era o diferentão da época: ''Pai, perdoai-lhes. Pois não sabem o que fazem''.
Não faça o seu seguir a Cristo um Footloose: Uma intimidade com o Pai tão rasa que cria achismos de Deus. Que me faz pensar ser a 4ª pessoa da Santíssima Trindade pra encaminhar todo mundo numa caravana pro céu ou jogar os pecadores no inferno. Deixa eu te contar um segredo: Pecado a gente queima e odeia sim. Pecador não. Pecado a gente condena. Pecador não. Correção a gente faz, mas não para nos revelarmos superiores ao outro, mas que pela caridade o outro conheça A Verdade.
Eu trabalho em um local onde as pessoas não são muito católicas. Minhas colegas escutam músicas seculares, vão para festas, falam muitas coisas que eu discordo, mas lembro de Chiara Luce: ''Eu também nunca vi Jesus. Mas O vejo em você''. Discussão, imposição de verdades, não vão fazê-las ver Jesus. Minhas atitudes sim. 
Eu compreendi que ''podemos adorar Jesus em qualquer lugar quando comungamos''. É a intimidade que nos faz ver a pessoa amada em todos os lugares, pessoas e até ter os mesmos hábitos que ela. Que os nossos hábitos sejam então os de Jesus e de assim fazê-Lo amado e conhecido por muitos.
Não crie uma bolha. Crie intimidade.

2 Comentários

  1. Fico impressionada de como Deus fala comigo por meio das palavras mencionadas aqui. Estou em um momento muito difícil, e foi nesse momento que comecei a frequentar mais o blog. Desde então, antes de dormir passo aqui para ler o último post, e em todos eles têm algo a me dizer, para me corrigir nas atitudes que tenho no dia a dia. E em cada um deles me identifico, parece que as pessoas que escrevem isso convivem comigo, mas, como havia dito antes, é Deus falando comigo através de vocês. Fico muito feliz em saber que existem pessoas assim que querem levar a Palavra de Deus em todo lugar, de mostrar o quão maravilhoso é o nosso Deus. Enfim, que o nosso Jesus Cristo possa abençoar ainda mais vocês e, através da Palavra Dele, alcançar mais pessoas, assim como me alcançou. E peço que a nossa mãezinha Virgem Maria continue intercedendo por vocês.

    ResponderExcluir
  2. Caraca, Lais!!!
    Nós que somos gratos por isso. Ler testemunhos e partilhas como as suas fortalecem-nos demais, assim sabemos (mais uma vez) que o grãozinho que ofertamos a Jesus por meio do blog é canal da graça, pois realmente não somos nós, mas Deus que deseja falar, como dissestes. Fico muito feliz em saber que estamos te ajudando um tiquinho rs. Continue rezando por nós, estaremos rezando por você também moça.
    Que você cresça cada vez mais na fé, e pode contar com o 48J, viu?! Deus te abençoe e Maria Santíssima te guarde. Rumo a santidade estamos!

    ResponderExcluir