Vivemos em tempos de pressa. Somos não mais a geração do ''para hoje'', mas do ''para agora!''. Se a internet trava, logo nos impacientamos; caso o trânsito engarrafe, falta-nos logo um infarto; os atrasos então... E eu me questiono: Por qual razão não gostamos de esperar? E em meio a algumas respostas compreendo que a espera me tira o comodismo. Sim! Esperar não é estático, a verdadeira espera nos leva a caminhar em busca do desejado. Quando não compreendo este caminho a percorrer começo a perder esperanças, a desesperar. Esqueço Quem é a real esperança.
Inocentemente, quando me desespero, começo a esperar em mim, no outro, e até nas coisas. Mas precisamos nos lembrar que o princípio em esperar sempre foi Ele.
''Nós que desde o começo voltamos nossas esperanças para Cristo'' Ef 1,12
Compreendo que esperar incomoda por muitas vezes sermos imaturos. Não sabemos exatamente por qual motivo estamos lutando, ou o que procuramos, e quando isso ocorre vivemos lutas terríveis. Mas a luta, a dificuldade, nos fazem viver aquilo que Santa Teresa nos dizia: ''é justo que muito custe o que muito vale''.
A espera revela o quanto ''aquilo'' que eu busco é valorizado por mim. Nesses anos de caminhada (e olha que nem são tantos) consegui perceber e admitir o quanto impaciente e ansiosa sou. Hoje, por graça de Deus, em menor proporção, mas em tempos atrás eram rios de choros desesperadores. Porém o quanto ''perder'' algumas coisas me fez dar valor a estas ou até outras, a ver realmente o que eu queria. O quanto a espera se tornou escola!
Hoje faço o curso que gosto na faculdade, mas para isso precisei esperar por noites e dias, aprendi a ter paciência e olhar que ganhar tudo não é tão maravilhoso assim. Eu já havia passado um semestre antes no mesmo curso, mas por problemas burocráticos não cursei e esperei mais seis meses. Quando entrei, vivi mais um semestre sem aula e com greve. Mais espera. E isso tudo, mais alguns pormenores, me fizeram dar valor à minha profissionalização.
Hoje faço vocacional, mas esperei quase 2 anos tentando primeiro entender o que era vocação, e qual a minha. Vaguei por outros lugares e isso me fez valorizar minha comunidade quando encontrei nela o meu lugar.
Essa semana começo o meu primeiro emprego, e como o Vida Reluz canta: ''Quanto eu esperei!'' hahaha. E isso me fará valorizar cada experiência.
Ainda esperarei muito mais. Mas a espera é jornada, caminhada que me ensina, e admito que tenho gostado de aprender. A espera não precisa de muitos planos, apenas coragem para ir sempre em frente.
Sei que você talvez esteja exausto de caminhar e esperar, mas não para, não. Continua e fica aberto para as surpresas que Deus prepara nessa aventura. O que você aguarda vai ser tão bom quanto aquilo que viveu na estrada para chegar.

Deixe um comentário