Eu estou sempre falando sobre isso, mas ainda assim, sempre que paro para pensar, sinto que não falei o suficiente. Dá para entender?

Leia ouvindo Who You Are - Jessie J.
A razão pela qual eu escrevo, e acredito que algumas outras pessoas também, é a sede de ser compreendida, desvendada, coisa que, às vezes, nem eu sei fazer.
Acontece que pode ser que eu morra daqui uma semana ou cem anos. E me perturba a ideia de que, no fim da minha vida, talvez nenhuma das centenas de pessoas que conheci vai saber quem eu realmente fui. Nenhuma vai ter a mínima noção de tudo aquilo que eu possuo no meu interior, de tudo o que tem de mais bonito aqui dentro. Só a mais rasa ideia, mas sem chegar à minha real profundidade.
Não digo isso só em relação a mim, mas a todos nós. Estamos todos no mesmo barco. Não estou fazendo um drama em cima de uma questão imutável, não é isso. Mas nós muitas vezes nos prendemos tanto a questões superficiais, efêmeras. Deixamos que nossos dias passem sem nunca ter uma felicidade verdadeira, uma conquista verdadeira, um amigo verdadeiro. Nos acostumamos com a poeira da tampa do baú e esquecemos do tesouro que há em seu interior.
Eu escolhi essa foto por algum motivo não muito aparente. A legenda que usei ao postá-la, há mais de um ano, foi: don't try to hide a smile. Traduzindo: não tente esconder um sorriso. Parece tão simples, mas na prática não é. Pelo menos não para mim.
Hoje eu me orgulho em dizer que já quebrei muitas das amarras que me impediam de ser quem eu realmente sou. Já me importei tanto com o que iriam pensar, o que iriam dizer. Já sacrifiquei tantas coisas que amava, já me moldei tanto para me adaptar ao gosto dos outros. Já escondi tantos sorrisos, tantas gargalhadas, tantas lágrimas. Já deixei quem eu sou tão de lado pelos outros, e quando ia ver, eles iam embora, e quem permanecia era eu. Somente eu. Então para que abrir mão de mim para quem nem ia permanecer?
Essa não é minha foto mais bonita, mas gosto do jeito em que estou sorrindo sem me importar se alguém me chamaria de infantil ou algo do tipo. Estou sendo eu, sendo feliz, sem precisar me conter, sem precisar esconder um sorriso.
Não quero, com esse texto, provar algo para alguém. Só quero que a gente pare um pouco para pensar em quem realmente nós somos, e em quem podemos ser. Não em quem os outros querem que sejamos, mas quem nós queremos, quem Deus quer que sejamos. Muitas vezes, sem perceber, nós abrimos mão de coisas que são nossas, que fazem parte de quem nós somos.
Gosto muito de alguns trechos de Capitão Gancho, da Clarice Falcão, que diz bastante sobre isso tudo. Entre eles: "Se não fossem os danos, não seria eu" e "Foi o resto da vida inteira que me fez assim". É exatamente isso.
Imagine como seria sua vida sem aquela decepção que te fez amadurecer pra caramba. Tudo na vida tem um lado negativo e um positivo, nós só precisamos escolher para qual vamos olhar.
O importante de tudo, o que fica depois de tudo, é quem você foi e o que você fez por Deus, por você e pelos outros. O importante é quem você é, o que você ama, o jeito que Deus te fez. Não quem os outros são ou se eles te amam de volta.
Não seja uma pessoa de aparência, não seja quem você acha que precisa ser para que os outros se aproximem. Cada santo teve uma personalidade completamente diferente, o que tinham em comum era o destino ao qual andavam. Em busca do céu, mas sem abrir mão daquilo que Deus deu a eles de mais precioso: sua personalidade. Não deixem isso de lado. "Isso" é quem vocês são, e é assim que são amados pelo Criador.

"Você duvida do seu valor, não fuja de quem você é" Aslam

6 Comentários

  1. Curti seu post! O que não podemos fazer é perder o que nós somos por causa dos outros!
    Fico feliz em poder saber que se libertou de coisas para ser você mesma e muita gente deixa de ser se sacrificando, se colocando em segundo plano, o que não pode acontecer e a música da Clarisse é linda mesmo e bem verdadeira.
    Parabéns pelo post, muita gente tem que ler para ver se acorda na vida! rs

    www.faseseestacoes.com.br

    ResponderExcluir
  2. Caracooow kkkk
    Esse texto falou muito comigo e deu o empurrão no que eu necessitava! 😘😘💕

    ResponderExcluir
  3. Primeira vez que venho aqui, o texto ficou lindo.
    Seu blog é um amor.

    ResponderExcluir