Os dias passam, um a um, e, com eles, a vida. Quando crianças, aguardamos ansiosamente o dia em que poderemos ser adolescentes. Quando adolescentes, não vemos a hora de considerarmo-nos adultos, independentes. E, ao sermos adultos, sentimos ardentemente falta da infância.
O que quero dizer é que muitas coisas acontecem ao longo de nossas vidas. Algumas delas são mais fáceis, outras mais difíceis. Mas sempre estamos repletos de desafios e, muitas vezes, estes parecem ser maiores do que nós. Mas será que são?
Hoje eu me peguei pensando em minha vida há alguns anos. Há dois, eu estaria na Jornada Mundial da Juventude, vivendo, talvez, a melhor fase da minha vida até ali. A Jornada foi cansativa, mas aqueles dias foram únicos. O que eu fiz ou deixei de fazer é o que conta, porque não tenho como voltar atrás.
Há um ano atrás, eu estaria triste, sem dinheiro para nada e achando que já tinha vivido os piores momentos da minha vida. Alguns meses depois meu pai faleceu, e então eu percebi que ainda mal sabia o que era sofrer. E, provavelmente, daqui há um ano eu possa ter passado por dor ainda maior. Vai saber.
A vida realmente dá voltas, e muitas. Por isso passamos parte dela tontos, atordoados, talvez. Mas olha como a minha caprichou: há dois anos, eu estava na melhor fase, há um, na pior, e hoje, vejo que em nenhuma das duas eu estava certa. Muitas coisas ainda viriam e eu não tenho como julgar os momentos de acordo com o que já vivi. E eu vivi tão pouco!
O que realmente importa é o que tiramos de cada um de nossos dias. Nunca sabemos se será um dia qualquer, um dia importante ou o último dia. Nunca sabemos as aventuras, dores e felicidades que vão acontecer ao decorrer do dia, do mês, do ano.
Hoje sou uma pessoa muito mais madura e feliz. De todas as coisas que Deus permite que passemos, nós encontramos uma moral, cedo ou tarde. Nada é tão pesado que não possamos carregar. Nenhuma dor, embora pareça, vai acabar com nossas vidas.
Pode ser um dia ruim, mas ainda há tantos pela frente. E nunca saberemos o que pode vir se não tivermos coragem de vivê-los.

22 Comentários

  1. Deus é o único que esta com nós e por nós, acho incrível o dom que o ser humano tem de apenas reclamar por que não conseguiu algo, ou não deu certo,eu mesma já fiz isso, mas depois de um tempo eu percebi que não estava perdendo que não estava me sendo tirado nada ele só estava me guiando para o certo, para o que me faz bem, adorei o post Nath, beijos pequena flor.

    Floreios ♥

    ResponderExcluir
  2. "Nada é tão pesado que não possamos carregar. Nenhuma dor, embora pareça, vá acabar com nossas vidas." E assim eu leio exatamente tudo que eu precisava hoje, obrigado pelas palavras, obrigado por me lembrar do Deus que caminha ao meu lado. Muito obrigado, é o minimo que posso te dizer por esse texto hoje.

    ResponderExcluir
  3. Como Deus é bom né?! Esses dias estava muito mal por algo que me aconteceu, e quase perdi um dia inteiro me lamentando. Mas aí então percebi que havia sido apenas um dia ruim, e que ao meu lado tinha um consolador.
    Seu texto veio muito de encontro com o que tenho vivido esses dias.
    Obrigada, por permitir ser canal nas mãos do Senhor. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que linda, Camila. Fico muito feliz mesmo, amor meu <3 muito obrigado! Beijo

      Excluir
  4. Se eu me identifiquei com o texto? Um milhão de vezes, exceto por alguns detalhes. Mas passei por tantas coisas, assim como descrevestes em teu texto. E acho que me tornei madura tbm, a vida realmente dá enormes voltas... e cada um tem sua história e superamos as coisas a nossa maneira. Amei demais seu texto. Parabéns <3

    Beioooos,
    http://pinguimtagarela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Há poucos meses atrás, eu estava passando por uma fase bastante complicada na minha vida, estava desanimada e frustrada com tudo, foi um momento desesperador pra mim. De repente tudo mudou, eu tive a oportunidade de vir morar sozinha em outra cidade e muitas coisas diferentes e inspiradoras aconteceram desde então. Faz apenas dois meses que minha vida passou por toda essa reviravolta, mas a vida é assim mesmo, vamos passar por momentos difíceis e vamos tirar um aprendizado disso, depois vamos passar por bons momentos, onde a alegria vai tomar conta da gente. Toda experiência que vivermos vai ajudar a moldar quem somos e devemos aproveitar cada uma delas, porque a nossa maturidade depende disso.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que esteja tudo bem agora, Lena. Concordo totalmente contigo!

      Excluir
  6. Texto lindo, também sempre me pego pensando nisso e agradeço muito a Deus por poder dizer que apesar de ter passado por experiências desagradáveis não tenho motivo para reclamar :))
    Muito legal achar outra blogueira católica, seguindo aqui, beijão!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, blogueiras católicas ♥♥♥ muito obrigada, querida! Um abraço!

      Excluir
  7. Com certeza muito ainda está por vir, coisas boas e ruins pq assim é a vida, acabei de ler um texto seu mais antigo sobre seu pai e espero que você já esteja melhor apesar de ser uma perda difícil de se recuperar :/ Espero que muitas coisas maravilhosas aconteçam na sua vida pra recompensar tudo de ruim que você já teve que passar <3

    E posso fazer uma pergunta? Não sei se você já falou sobre isso aqui no blog e se já, desculpas mas não cheguei a ver, então, o nome do blog "48 Janeiros" é uma homenagem ao seu pai?

    Um beijão!!

    http://sublimecapital.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Thayná! Depende muito do dia, mas em geral estou bem sim. O nome do blog é, sim, uma homenagem a ele! Explico tudo certinho aqui ó: http://www.48janeiros.com/p/48janeiros.html
      Beijo! <3

      Excluir
  8. é sempre assim não é mesmo? não vemos a hora de crescer pra depois ficarmos com saudade de tudo que já foi! Lamento sua perda, mas seguir sempre é a regra. Que seus caminhos sempre sejam cheios de luz

    Desconstruindo blog

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo, Nath! Me pego pensando a mesma coisa, as vezes eu olhava pra trás e achava que tudo que eu vivia era um plano sem fim de infelicidade. Hoje eu vejo que tudo é um plano de DEUS, não tem isso de "bom ou ruim", aliás, se vem dEle, claro que é bom! Sempre que me percebo reclamona e inconformada de mais, sei que falta oração para compreender que nada parte da minha vontade e se eu já entreguei minha vida nas mãos de Deus, não vou pedir de volta. O que ele escrever eu assino :)
    Beijos!

    www.chuvadejujubas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Lindo texto, Parabéns. Somente uma pergunta, a Jornada Mundial da Juventude foi cansativa? Não consegui ir na última aqui no Brasil, mas adoraria ir na próxima na Polônia, o que me aconselharia. Obriggado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um pouquinho, sim, mas valeu a pena <3 me manda um e-mail se quiser as dicas!

      Excluir
  11. Eu tive um momento de reflexão no meu aniversário, Deus me permitiu passar por muitos momentos do meu passado e olhar pra dentro de mim mesma, foram batalhas, vitórias, erros e acertos e em tudo pode ver o quanto Deus me ama (nos ama). Nada é tão pesado que não possamos carregar. Nenhuma dor, embora pareça, vai acabar com nossas vidas.
    Pode ser um dia ruim, mas ainda há tantos pela frente. E nunca saberemos o que pode vir se não tivermos coragem de vivê-los.

    ResponderExcluir