Oi, gente!
Esse texto é da Ana Beatriz, que tem um tumblr muito legal (recomendo!). Era para eu ter postado o texto na sexta-feira santa, porém, fui viajar e acabei não conseguindo. Um pouco atrasado, mas aí está ele ♥
O dia de hoje pareceu-me uma ocasião perfeita para refletir sobre quem é a pessoa de Jesus. Comecei a meditar os passos da Paixão do nosso Senhor e comecei a perceber o quanto ela é rica. Jesus sofreu uma agonia tão intensa que suou sangue. Foi levado e julgado por um crime que não cometeu. Jesus foi açoitado cruelmente, até não restar forças em seu pobre corpo. Foi vestido rudemente e recebeu uma coroa de espinhos que nunca poderá transmitir o quanto Ele é majestoso. Foi obrigado a percorrer um caminho que não lhe cabia, onde foi cuspido, açoitado, batido, feito de piada perante a todos. Caiu, foi carregado, teve o rosto secado. Chegando ao Calvário, como se não bastasse todo o sofrimento, teve as vestes arrancadas de maneira tão violenta que seus corpo mutilado ficou ainda mais machucado. Foi pregado em uma Cruz, chegando aos poucos, ao ápice de sua dor. E ao ser estendido naquele madeiro, tentava respirar, mesmo com dificuldade, pois queria a todo custo dizer "Pai, perdoa-lhes pois eles não sabem o que fazem". E mesmo que isso fosse uma tortura psicológica e física, Ele suportou tudo pois Ele quis nos salvar.
Diante de tudo isso, eu me perguntava: "Quem é esse Deus que me amou tanto assim?". Esse Senhor, em um gesto muito nobre demonstrou o quanto queria nos salvar, ao permanecer estirado naquela Cruz. Parece até mesmo loucura amar alguém dessa maneira! Mas é mesmo! Em todos esses meus poucos anos de vida, eu nunca vi um amor tão puro quanto o que Jesus me ofereceu! Mas será que somos merecedores desse carinho todo? Dói em meu coração, pois eu sei que não. Somos tão miseráveis, meus irmãos... Olha o que esse Homem sofreu! Olhe a magnitude do sacrifício que Ele realizou por nós! E somos capazes de até hoje o crucifica-Lo com nosso pecado! Todas as vezes que zombamos de Jesus, o desprezamos, vamos contra aos seus ensinamentos, estamos o crucificando mais uma vez. Como podemos ignorar este Homem? Imagina como isso não fere o coração de Maria também!
Maria que esteve em todos os momentos com seu filho, e que teve que assisti-Lo sendo humilhado por todos aqueles que haviam Lhe pedido milagres dias antes! Imagine Maria tendo que dizer para Jesus que tudo ia ficar bem, mesmo ela sabendo que para tudo dar certo, Ele ainda teria que sofrer tanto! E ela tem nos esperado, pois quer nos levar até seu Filho muito amado! E nós aqui, apegados ao nosso pecado! Eu sei que, do fundo do meu coração, eu desejo que nesta sexta-feira, ao ver Jesus sendo erguido na cruz em nossas encenações, que nós possamos deixar morrer com Ele o nosso eu e o nosso pecado. Só assim Ele poderá ressuscitar em nossos corações no domingo! Ah, e como eu espero ansiosamente por este momento!
Que Deus abençoe a cada um de vocês e que Maria guarde a todos que lerem esse humilde texto!

"Como eu queria olhar em Teus olhos e nada dizer... Pois miserável eu sou, mas Te peço Jesus, olha pra mim! Olha pra mim, olha pra minha dor, ouve o clamor de minha alma! Conta pra mim as coisas que vem do Teu coração... Segura minha mão, me ergue de novo... Estou com saudade do Teu abraço..."

4 Comentários

  1. Oi Nath! Fiquei super feliz com o teu comentário no blog, volte sempre! Jesus é lindo demais! O seu amor é o mais bonito que existe <3

    Bjs, rasgadojeans.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar que estarei sim! Jesus é maravilhoso ♥ um beijo!

      Excluir
  2. Que texto lindo e o tumblr também.
    O amor de Jesus chega a ser constrangedor, eu não conseguiria olhar em Sua face sem me sentir tão humilhada pelos meus próprios pecados, olhá-Lo sabendo que sou tão miserável. Nenhum de nós merecemos a paixão e morte de cruz, mas precisamos dela e então, por amor, Ele nos deu. ♥

    http://chuvadejujubas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o tumblr dela é maravilhoso ♥
      É verdade, Ju. Nós não somos nada dignos desse amor, mas o que seríamos sem ele, não é mesmo? Um abraço!

      Excluir