Todo mundo (todo mundo mesmo) já ouviu falar sobre Davi e Golias.
Todos os homens, até mesmo os mais valentes guerreiros, temiam lutar contra Golias por ser muito grande e forte. Mas Davi, um jovem rapaz absolutamente despreparado, insistiu para cumprir esse papel com apenas cinco pedras lisas, sem armamento algum. Mas por quê? Ele era louco? Eu respondo que não. Davi possuía um segredo que nunca entraria na cabeça de Golias.
Para conseguir lutar, Davi usou o argumento de que o Senhor estava com ele, e o Senhor realmente esteve com Ele. Não foi fácil? O que derrubou Golias não foi uma pedra, mas seu orgulho que fez com que confiasse apenas em si mesmo. Davi depositou sua confiança em Deus, e por isso saiu vitorioso daquela batalha.
Nós, como miseráveis que somos, devemos sempre reconhecer que estamos sujeitos a fracassos, ao contrário de Deus, que sempre será perfeito. O que nos faz sentirmos mal quando pecamos, além da culpa, é ver a confiança que tínhamos em nós mesmos abalada. Descobrimos que não somos perfeitos e também podemos cair.
Quando temos consciência de que não se pode esperar nada de bom de nossa natureza imperfeita, compreendemos que tudo de bom que há em nós é por pura misericórdia de Deus, e assim conseguimos os triunfos esperados. É apenas através de Deus que somos capazes, já que por nós mesmos nunca chegaremos onde esperamos.
Dica de leitura: O Combate Espiritual - Lorenzo Scupoli

Deixe um comentário