O que muito vemos hoje em dia são pessoas acorrentadas a tristezas, mágoas, dores passadas, vícios, etc. Isso sempre aconteceu demais comigo, mas sempre teve as vezes em que Deus teve que me cutucar e dizer "ei, não é bem assim!".
Nós vivemos em um mundo lotado de coisas que podem nos deixar para baixo. Pessoas queridas morrem a todo instante, famílias são destruídas pelo alcoolismo, doenças surgem em quem menos esperamos, pessoas matam as outras, temos medo de sair na rua com nossos pertences porque há pessoas que se acham no direito de tomá-los, há estupradores em todo bairro, corações são partidos, pessoas que amamos nos traem, etc.
E aí você pode pensar "o mundo é mesmo horrível, eu queria ir pro céu logo e sair desse lugar!". O mundo não é horrível, ele é apenas um ciclo. Não adianta apontarmos o dedo na cara de Deus porque um ente querido morreu ou você está doente. Isso não vai adiantar nada! Você pode escolher aprender a ver as coisas de forma madura e saber que essas coisas sempre vão acontecer, é a vida; ou você pode deitar numa cama e chorar todos os dias, abandonar sua família, deixar seu filho brincar sozinho porque você está triste demais para prosseguir. Coitado de você!
Não tem jeito de brigarmos com a vida e pedirmos que ela seja diferente porque algo está nos fazendo sofrer! Por exemplo, quando meus pais se divorciaram aos meus 13 anos, eu achava que a vida estava acabando, eu tive meu momento de solidão! Tive que aprender sozinha e de forma dura que a vida não devia se adaptar a mim, mas eu a ela.
Às vezes me pego o dia todo dentro de casa, de pijama e pantufas, escrevendo alguma coisa ou passando o dia todo no whatsapp. Depois fico relembrando coisas que me deixaram triste e me afogo! Quando eu caio na real, fico brava comigo mesmo e digo "Nathalia, está na hora de acordar! Vai viver um pouco e sai desse computador!".
E aí eu me lembro que sou responsável pela minha felicidade. Deus não é obrigado a me dar tudo na mão. Se eu estou me trancando em casa e me privando de me relacionar com as pessoas, eu estou pedindo para não viver de forma saudável!
Nós somos os responsáveis por superar nossos limites ou deixar que eles nos superem! Eu posso afogar meus problemas ou eles podem me afogar! Será que o culpado é mesmo Deus como dizem aí fora ou quem está pedindo para ter um problema de saúde sou eu que nunca como nada saudável? E aí você vai dizer "mas existem aquelas doenças que vêm involuntariamente", sim, existem! Eu nunca estive a ponto de morrer (só quando pequena algumas vezes), mas posso te dizer que nós escolhemos o que vamos deixar no mundo e não temos o direito de culpar alguém pela hora que vamos partir!
Se você quer que te vejam como uma pessoa santa, que lutou por seus sonhos, pelos outros, que soube amar e trazer o bem para quem é que fosse: comece agora! Não adianta esperar estar mais velho para fazer o que é bom se não sabemos se vamos ser mais velhos. Eu poderia morrer escrevendo esse texto, você poderia morrer lendo ele. E aí, você teria vivido bem sua vida? Teria aproveitado os minutos e amado os que estão ao seu redor?
O responsável por tudo é unicamente você! Lute por sua felicidade, pela felicidade dos outros e não deixe o mundo te derrubar. Deus está contigo!

Deixe um comentário