Por que Deus, grande da forma que é, precisaria de uma mãe? Qual é, Deus é Deus. Poderia simplesmente querer existir humanamente e existiria, poderia vir flutuando no céu ou sobre as águas. Mas por que Deus quis nascer de uma simples mulher, em um lugar tão humilde? Deus quis uma mãe.
Costumamos dizer que mãe é tão bom que até Deus quis ter uma; e é perfeitamente verdade. Mas Deus, sendo santo como é, não poderia nascer de alguém diferente. Ou pode uma laranjeira dar maçãs? Deus escolheu a mais pura entre as criaturas que criou, a mais bela, mas também a mais humilde, assim como Ele próprio.
Ao saber da notícia de sua gravidez, Maria disse "Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a Vossa palavra". E foi aí que a salvação do mundo começou. Embora tão jovem e grávida do Filho de Deus, Maria não ficou em casa. Ela caminhou por dias para chegar à casa de sua prima Isabel, grávida de João Batista. Foi só Maria saudar Isabel que ela ficou cheia do Espírito Santo e João pulou de alegria em seu ventre. Aqui vemos que o primeiro milagre de Jesus foi através de sua mãe (Lc 1,41).
Jesus precisou de uma mãe para batizar Isabel, mas antes de tudo, precisou de uma mãe para o carregar no ventre durante nove meses, o amamentar, ensiná-lo a andar, falar, corrigi-lo quando necessário e ensiná-lo sobre as coisas da vida.
Chamamos de primeiro milagre de Jesus, o que eu diria ser o segundo: as bodas de Caná (Jo 2). Estavam em um casamento e o vinho estava acabando. Jesus sempre soube de todas as coisas; poderia ter feito o milagre. Mas somente depois da intercessão de sua mãe, avisando-lhe sobre as necessidades dos noivos, o Filho atendeu. O segundo milagre de Jesus, assim como o primeiro, também foi através de sua mãe.
E depois de algum tempo veio o Calvário. Ah! Tão grande fora a dor e agonia daquela mãe que, em silêncio, seguiu os passos do Seu Filho chagado para a morte. Maria esteve ali o tempo todo, nunca saiu do lado de Jesus. O sangue que nos redimiu veio dessa mulher tão bela, já que o Espírito Santo não possui sangue. O sangue que Cristo derramou era o sangue de Maria.
Maria é a mais bela das mulheres, escolhida por Deus para ser sua mãe. Tudo que há de bom em Maria foi Deus que criou. A mais bela das criaturas saídas das mãos de Deus é ela, a mulher das mulheres, mãe das mães e exemplo de santidade.

Deixe um comentário